Lucas P.

on

[News] Precisamos falar de Trajes Fatais!


Trajes Fatais está chegando com tudo esse ano, e a festa é claro não deixaria de fora a gente que está trazendo várias fofocas dessa festa que vai abalar Apolinéia do Sul!



Antes de começar, é preciso deixar claro que todas as imagens de sprites e vídeos do jogo são da versão alfa!

Este é um projeto ainda em desenvolvimento! 


~ O que é Trajes Fatais? ~
O crossover que todo mundo quer ver! Inclusive... Eu que fiz. (Não que eu deva me orgulhar de fazer esse desenho no paint)

Trajes Fatais começou como apenas um projeto de estudo, e aos poucos foi sendo aprimorado, e sem muita intenção, acabou ganhando prêmios e chamando atenção, desde então ele deixou de ser apenas um projeto de estudo e passou a ser um projeto de grande porte!

Trajes Fatais (TRAF) é um jogo de luta brasileiro que segue uma linha bem parecida com os outros jogos do gênero, como o próprio KOF, SF e entre outros de fighting game arcades. O jogo é ambientado no Brasil e traz várias referências a cultura popular daqui que se manifesta através de vários personagens de características bem distintas, mesmo os B-Sides (que vou falar mais na frente).

A ideia por trás dos Trajes Fatais vem principalmente de um ponto:


Os jogos arcades dos anos ’90 como Street Fighter e The King of Fighters que através de trabalho com sprites em 2D conseguia transmitir personalidade através deles e que foram responsáveis pela ascensão dos jogos de luta nos anos ’90 e ’00.

Esse amor por sprites foi surpreendente e coincidentemente revivido em KOF XIII em 2010, que ao contrário da Capcom que investiu no 3D na época, trouxe um jogo totalmente feito em 2D, desde a purpurina de uma piscada da Athena, até animações mais complexas, como os movimentos de Ash e cenários bastante movimentados.

Esses jogos que são a essência por trás de Trajes Fatais, mas ai se perguntam: Porque investir em um estilo que é considerado defasado e extremamente trabalhoso ao invés de investir em algo mais moderno, e mais simples como o 3D?

A resposta é simples: O amor pelo Pixel Art!

Fazer uma animação estátitica, usando ainda outro modelo já existente é extremamente trabalhoso (considerando esse artista de Pixel Art que é um dos melhores, mas ele não anima os personagens) o trabalho em Trajes Fatais é em torno de 8x maior e mais trabalhoso...vocês não tem idéia.


Ahhh Arsenal, mas essa história de amor por Pixel é frescura, o mundo evolui, eles deveriam evoluir também!


Vários tipos de artes são como pintura em quadros, pedras, artesanato, escultura e outros são considerados defasados em relação a tecnologia que temos acesso hoje, hoje, com programas e máquinas podemos fazer tudo mais rápido, automatizado e em grande escala, e é nesse ponto que o artesanal se destaca: Quando um produto de qualidade é feito usando de recursos considerados difíceis, logicamente ele ganha atenção pelo zelo que ele tem. Ou seja, para mim, a ideia do jogo Trajes Fatais mais se preocupa em trazer uma identidade de qualidade e bases com estruturas sólidas usando do artesanato com pixels do que ser um jogo de cunho exclusivamente comercial, mais a frente vocês vão ver que até o sistema do jogo é refinado buscando essa identidade.

Tá, mas porque esse nome, Trajes Fatais? Não entendi porque um jogo de luta com um nome desse.


Quando a gente nomeia algo, a gente espera que a relação nome e produto entrem em sincronia, imaginem, um jogo que o nome em si não tem relação nenhuma com o jogo, como exemplo, vou citar um que se chama Lolipop Chainsaw (Motosserra Pirulito) que você controla uma waifu de motosserra que corta zumbis (apenas isso) e ‘pirulito’ se perde ali, ou até franquias famosas, como Watch Dogs (Cães de Vigia?), que o nome não faz referência com o jogo...não de forma direta.

Por outro lado temos nomes que são até quase geniais para a proposta, como Resident Evil (Hóspede Maldito) que trata de um vírus que literalmente te mata, ou Silent Hill (Colina Silenciosa) que trata sobre um cidade com atmosfera misteriosa que foi palco de rituais macabros e afins.

E temos então Trajes Fatais, o que ele quer dizer? Porque? Como? Onde?


Talvez essa pergunta seja melhor respondida mais a frente, mas como preparação para mais a frente, o nome quer dizer que as vestimentas dos personagens são realmente fatais, e todo o jogo gira em torno dessa temática, roupas! Sim! E nisso que vamos para o próximo tópico.


Um detalhe, não menos importante, que deixei de citar, é que o jogo não usará mais a engine do atual beta, e sim uma nova, e nada mais nada menos que a Unreal Engine, sim, o negócio é de luxo! Ainda não temos previsão de quando será lançado um teaser apresento o novo visual do jogo.


~ Porque ele é interessante? ~

História vs. Lendas

Trajes Fatais é um jogo interessante por diversos motivos, a ideia dele me lembra bastante a de dois jogos distintos que é World Heros e Darkstalkers e vou dizer o porque.

Esses dois jogos traziam figuras históricas, World Heros trouxe a proposta de figuras da história e Darkstalkes figuras populares da mitologia de diversos lugares, Trajes Fatais segue uma linha bem parecida, só que dessa vez centrada na cultura nacional. E a nossa cultura é sim bastante rica, dá pra tirar diversas ideias.

Um dos conceitos interessantes deles é que a origem de poderes e explicação das artes marciais de cada personagem é explicada através de uma proposta simples, mas extremamente gloriosa se soubermos ver todos os lados dela.

O jogo trata sobre poderes que vem através de roupas dos personagens durante uma festa, ou seja, são pessoas como eu e você que fomos em uma festa a fantasia e de repente estamos em KOF ( não seria nosso sonho?)

Eu, pessoalmente, considero Trajes Fatais uma homenagem a esse desenho que fazia eu faltar a primeira do meu Ensino Médio todo dia de manhã. (Não me orgulho disso, mas eu gostava)

Proposta similar, eu lembro de já ter visto em outras duas ocasiões, uma delas, no jogo Bayoneta, onde o cabelo da personagem na verdade é a roupa dela e também através dele ela tem várias habilidades, apesar de ser bastante apelativa, é uma série que chamou atenção por esse detalhe bem criativo.

E uma bastante conhecida e da série Caverna do Dragão, onde os personagens vão parar em uma dimensão desconhecida graças a um portal em um brinquedo em um parque de diversões, e eles são ‘’abençoados’’ com equipamentos que lhes garantirão a sobrevivência e testarão sua inteligência para que fujam do inferno que se encontram. Uma ideia simples, vinda de um outro jogo, mas que na prática funcionou tão bem que é considerado um dos desenhos mais nostálgicos da época.

E como funciona em Trajes Fatais?


Os personagens são totalmente diferentes entre si, cada um com uma roupa que dá a eles habilidades únicas e diferentes, e com base nelas que a história do jogo se constrói, roupas provocantes para personagens provocantes, roupas estranhas para personagens não muito comuns psicologicamente (tem um ornitorrinco no jogo, gente, alguém já viu isso em algum jogo?) e isso que definirá quem será o vencedor desse torneio onde os personagens foram jogados sem nenhuma experiência em luta.

Outro ponto bastante interessante é a regionalização do jogo e de como isso é rico culturalmente falando, dentro do jogo temos um dos personagens mas clássicos do jogo, que ganhou o coração de vários.


Lourenço representa o Nordeste brasileiro e talvez seja uma das melhores representações brasileiras dos jogos que eu tenha visto, ele faz referência aos cangaceiros, uma (resumidamente) classe de revoltados do nordeste, e sua revolta se mostra no jogo com sua peixeira raivosa e seu tom de voz ameaçador. Só ele? Não...outro exemplo é a Lucy B-Side, que em seus ataques tem falas de alguns memes brasileiros...como...se me ‘’atacar, eu vou atacar’, ou a própria Lucy com ‘’Aqui é choque de monstro querida’’, são detalhes como esse que nos fazem sentir em casa, fora os cenários, um deles tem a famosa Carreta Furacão em uma quermesse, ou seja, muita loucura...e os cenários vão ser parte do nosso artigo mais a frente, com algumas novidades.


~ O que é o Estúdio Onamim? ~




O Estúdio Onamim é relativamente novo, mas já tem história pra contar, se quiserem conhecer a empresa e os envolvidos nela, só ver (ou apenas ouvir, já que tem formato de podcast) o vídeo clicando na imagem, está tudo explicadinho, em forma de animação ainda!


~ Sistema e Mecânicas ~

Melhor que explicar, é ver como funciona? Correto? Corretíssimo...


Mas caso você esteja super animado para conhecer os personagens, e outros detalhes, vou resumir de uma forma em que explique muita coisa, mas que ainda seja preciso que vocês estejam depois por dentro dos detalhes.


O sistema de batalha do jogo mudou de 8 pra 80, ou seja, bastante, a versão beta tinha apenas um botão (o qual eu não me imaginaria jogando) e agora o jogo terá quatro botões (os quais eu já estou sonhando com a possibilidade de variações de golpes deles) e os direcionais.

Sabe aquele beta? Poisé...o projeto novo transformou ele em um jogo novo quase.

O jogo contará com a barra de energia e a de vida, a barra de energia gira em torno de uso de especiais e a vida é que a garante que você fique vivo.

Mas ai que entra, o uso da barra de energia, extremamente diferente de KOF e SF deixa de ter um tom apenas acumulativo, em Trajes Fatais ela é extremamente decisiva, onde cada frame de cada golpe pode ser tão decisivo que o uso dela (da barra de energia) chega a ser psicológico, eu por exemplo, ficaria bastante tenso em saber a hora de usar e não usar e uma vírgula errada no uso delas pode acabar com você, como também pode acabar com seu adversário, eu considero o nível de técnica que esse jogo possa trazer um pouco semelhante ao que temos em The Last Blade, ou seja, lutas sérias.


~ História ~
Se eu fosse a garotinha, eu já teria queimado esse homem.

Não podemos dar muitos detalhes da história do jogo, mas o que vimos é que ele é BASTANTE rico. Mas temos algumas coisas bastante interessantes aqui...

A festa de aniversário de Nathy Clarimond acaba virando um grande evento na cidade de Apolínea do Sul. Afinal seu pai, Wagner Clarimond, prefeito e maior industrial da região pretende reunir seus potenciais eleitores atraídos pelo carisma da filha. Na enorme mansão, a cidade inteira se reúne por uma noite, seguros atrás de suas máscaras, sem saber das intrigas, inimizades e conspirações que estão prestes a explodir…

Até que uma luz vinda do céu muda tudo.

Uma misteriosa entidade congela o tempo, cedendo a alguns participantes da festa o poder das fantasias que estão usando. Os escolhidos são obrigados a lutar entre si, competindo pela própria liberdade e pelo poder destinado ao vencedor. De onde veio e quais os motivos da entidade? O evento cósmico acaba trazendo à tona questões mal resolvidas que os convidados travavam em sua existência mundana.”

Uma situação inesperada e desesperadora selou a vida dos oito personagens, como um policial reprovado, uma jornalista, uma estudante, um funcionário de metrô, um médico depressivo, um segurança lerdo e um encanador sobreviveriam a um dos acidentes biológicos mais memoráveis dos games?

Essa história me lembra um pouco a proposta que Resident Evil Outbreak tinha trazido a série, onde tínhamos oito civis aleatórios, cada um com uma habilidade, e que estavam em um happy-hour num bar, quando acontece o incidente em Raccon City e então passamos a controlar e criar simpatia pelos personagens ali escolhidos que seriam testados para saírem vivos do inferno que se tornou a cidade, em Trajes Fatais temos uma ideia semelhante, ambos os casos, os personagens não tem histórico de luta e terão de usar o melhor de suas habilidades para sobreviver ao caos.

É uma ideia bem interessante, já que em jogos geralmente somos apresentados quase sempre a protagonistas e personagens com postos altos e escalões inimagináveis, mas sempre nos perguntamos...será que eu sobreviveria a mesma situação? Então é um conceito, que eu particularmente, acho interessante.


~ Personagens Principais ~

A Onamim já revelou 8 personagens dos principais, e vem revelando em sua página oficial mais personagens! Você pode conhecer eles clicando nos links abaixo:

Por serem moradores da cidade de Apolinéa do Sul, os personagens se conhecem, e há intrigas e laços entre eles que vão se desenrolando ao desenrolar do jogo, nós vamos fazer um breve resumo dos já anunciados.



 Natália Clarimond
Em seu truque supremo de borboletas, ela fará você sumir!

Natália é filha única do prefeito da sua cidade e naturalmente o dinheiro da família Clarimond a fez ficar cega para o mundo que a cerca, o que se tornou diferente depois que entrou na faculdade e também depois que conheceu um de seus guarda costas Lourenço, quando recebeu os poderes de Fada, ela prometeu que não cometeria com seu poder as mesmas falhas de seu pai e ajudaria a todos.


Lourenço Sombra
Dispensa descrições....

Lourenço tem um passado misterioso, mas não tanto que impedisse Wagner Clarimond de contratar ele como o guarda costas de Natália, mesmo trabalhando para um dos homens mais poderosos da cidade, Lourenço tem a missão de fazer com que Natália fique longe dos negócios sujos do pai. Ao receber os poderes de Cangaceiro, Lourenço mostra todas as técnicas possíveis com sua Peixeira Raivosa!


Lucy Fernandez
Ousada, afrontosa e samba na cara das inimigas desde KOF ZILLION! Sim...ela já esteve em KOF!

Apolinéa é uma cidade pequena demais para os sonhos de Lucy e sua extrema criatividade, ela cria suas próprias roupas ousadas e provocantes como manifesto a classe conservadora da cidade, e ela consegue através do afrontamento mandar a mensagem que não está nesse mundo só de passagem. Ao receber os poderes de Chamas de Escorpião, Lucy vai se mostrar ousada e provocante ao extremo com seus golpes.


Cristiano Martins
Claramente ele aquele que não bebe, não fuma, nem faz nada...

Um jovem de família respeitosa e tradicional que não gosta de barulho ou perturbações e como estudante de Medicina, ele se acha no dever de sempre ajudar o próximo, assim como sua namorada Natália e ao receber os poderes de Anjo ele vê uma chance de eliminar os pecados da cidade de Apolinéa graças aos seus poderes aéreos e de chutes.


Saulo Barata
Estou levemente desconfortável com esse olhar que entra na sua alma dele.

Saulo acha que todos estão contra ele e almeja mais que tudo chegar ao topo para provar o contrário para o mundo, porém, Saulo é capaz de fazer qualquer coisa para conseguir o que quer, até se envolver nos planos sujos de Wagner Clarimond. Ele já foi amigo de Lourenço, que ao contrário, preferiu o trabalho a se rastejar para pessoas, essa diferença fez os dois se tornarem rivais. Saulo recebeu os poderes de Espantalho, que deram a ele truques sujos com rastelo armadilha e poderes de...milho...sim...milho...ele controla milho...


Sarah Barcelos

Como não amar???
Sarah é uma menina super inteligente e um prodígio em exatas (eu, de humanas, já não sei o que achar dela), mas toda esse talento com estudos, principalmente de animais, fez ela se fechar em seu mundo particular onde prefere criar laços com os bichos que com humanos de ideias imundas. Ao receber o poder de Ornitorrinco (gente, eu não sei como lidar com esse personagem, acho que gosto muito dele só por isso haha) ela usa sua fantasia como extensão de seus golpes e também o peso dela para esmagar humanos impuros.


Renato Barcelos
Padrãozinho

Renato, eu poderia resumir que ele é o típico TOP SEXTOU, inclusive, já odeio é o galã do jogo, sempre preocupado com o físico e aparência, não parece se preocupar com o intelecto, o que faz ele ser constantemente comparado com a irmã, apesar de bastante orgulhoso e narcisista, ele tem uma grande admiração pelo seu melhor amigo, Cristiano, mas também não segue os exemplos do amigo e sempre prefere bagunça e noitadas ao invés de poesias e lugares calmos. Ao receber os poderes de Lutador Grego, ele vai exibir todo seu físico e músculos através da luta Greco romana.


???

Oi moço...você não parece muito bem...
Um pirata invade a festa, e parece que ele não havia sido convidado, que segredos esse personagem esconde? Ao receber os poderes de Fantasma, esse ser misterioso usa de teletransporte e rituais de invocação para atormentar seus oponentes.


Makiabel

Makiabel é a organizadora desse caos, e vem para testar os convidados prometendo um poder ainda maior...mas quais serão as sua intenções?



Nossa Arsenal, mas só isso??? Que triste, esperava mais...


Aurora já é a minha preferida desde quando ela estava na cabeça de quem criou ela.

Pois não espere pequeno gafanhoto, esse são apenas os personagens divulgados no Catarse, toda semana temos o anuncio de um novo personagem no jogo, essa semana já tivemos mais dois anúncios, esses são Personagens da Meta Estendida, quando mais o projeto consegue apoio, mais personagens vão sendo adicionados.


~ Personagens B-Side ~
Muito melhor em vídeo que em texto, não acham?

Ahhh mas esses B-Side são apenas o personagem com a cor mudada, pra que isso???

Não é não, e senta ai Cláudia que vou resumir algumas informações interessantes sobre eles:

Cuidado com as aparências...nem sempre o que se vê é o que realmente é...e nem todos mostram quem realmente são.

Eles são personagens que representam o lado obscuro do personagem, um lado que eles não gostariam que fosse descoberto, isso não quer necessariamente dizer que sejam suas contrapartes malignas, mas, pode ser, não é? Eles possuem estilo de luta totalmente diferente dos originais, com falas, movimentos e entre outros próprios deles, eles possuem história, mas essa totalmente ligada ao personagem principal, ou seja, eles são totalmente ligados a eles, mas distintos. A adição deles depende do alcance das metas.

Ahhh me prove...

(vídeo da Lucy B-Side)


~ Música e Cenários ~
??????????????????????????????????????

Se você me conhece, sabe que eu consigo algumas informações especiais de vez em quando, imagina se eu não iria conseguir nada ainda se tratando de um jogo brasileiro que estou acendendo várias velas pra dar certo?

Nós do Arsenal conseguimos informações sobre como serão os Stages e as músicas do jogo e vamos compartilhar com vocês.

Eu quero é saber da luta, que que eu quero saber de fasesinha e de musiquinha de jogo?

A cara desse espantalho me deixa desconfortável...acho que era essa a intenção.

Um jogo pra ser bem feito precisa ter antes de tudo, identidade, e é isso que os cenários e as músicas fazem toda a diferença em um jogo, elas que ambientam o jogo e dão o toque e a personalidade que precisam. A música tem poder de influenciar até o jogador, dando a ele medo, força, coragem e diversos outros, sendo inclusive um dos motivos que lutadores não podem lutar com música em ringues. Os cenários trazem a ambientação com referências que fazem as partidas serem agradáveis e divertidas, ou seja, para os que se preocupam com os detalhes, é sempre um prato cheio e gostoso contemplar as músicas e cenários de um jogo, seja do estilo que for.

Depois dessa explicação sob meu ponto de vista, vamos explicar (em primeira mão) como será a disposição de cenários e a composição de músicas.

Você disse...Referências????????????

O jogo todo se passará na Grande Mansão Clarimond, e lutaremos em diversos lugares dentro dessa mesma mansão, segundo um dos envolvidos no projeto, ele me disse que o estilo de fases é semelhante ao que vimos em Castlevânia, onde no mesmo castelo de Drácula temos diversos salões com os mais diversos temas que tem as mais diversas lutas contra criaturas bizarras.

As músicas e provavelmente (não me confiramaram)  as vozes dos personagens estão sob a supervisão da Radioativa Produções, a qual já participou de trabalhos bem grandes com sons, músicas, dublagem de outros jogos. Uma garantia é que instrumento reais serão usados para compor a parte sonora dele.

Aqui em músicas podemos ver muitas das referências pontos de sustentação do jogo: Um detalhe que tive ‘’acesso’’ ao rumo que o jogo pretende tomar na trilha sonora, então, vou escrever da forma mais imparcial possível para não falar mais do que devo e posso (se alguém da Onamim me matar por causa disso, eu já preparei tudo pra minha defesa, mesmo morto)


·         O jogo tem um clima festivo e ocultista ao mesmo tempo.

·         As músicas serão voltadas, algumas delas, para dança, mas algumas tem o tema mais sério, já que precisam remeter ao clima tenso da situação, uma mistura de sons de arrepiar os cabelos.

·         Os cenários do jogo serão grandiosos(nada de cenários apertados) realmente coisa de luxo, e as músicas irão se harmonizar com essa ideia.

·         Assim como a ideia do sistema de Trajes Fatais é inovadora e ao mesmo tempo conhecida, as músicas irão apostar e arriscar em combinações emblemáticas.

·         Ritmos brasileiros de qualidade serão muito bem vindos, são ritmos e referências que são aclamados pela crítica e que são criativos. (inclusive, as escolhas são ótimas, se tratando pra proposta de um jogo)

·         Bandas influentes do cenário indie (me senti em casa nessa parte), rock, pop, progressive serão pontos de referência para a ambientação musical do jogo, de dica eu posso deixar um enigma que cerimônias são interessantes. (se quem ler pegar essa referencia, merece tudo de bom na vida)

·         As músicas serão no formato AST, ou seja, de qualidade excepcional.

·         Sabemos que a SNK é a rainha das soundtracks para jogos de luta, e Trajes Fatais se baseia nessa qualidade principalmente.


Vou deixar aqui as palavras do próprio Game Design (ele é praticamente um Daisuke Isiwatara - se não conhecem, olhem no Google o histórico ''simples'' desse carinha-  do Brasil e tá fazendo esse projeto com mais força de vontade que eu tentando sair das dependências da faculdade) Trajes Fatais do que se pode esperar da parte musical do jogo, que inclusive, vale muito a pena ter (assim como eu tenho de KOF ’94 ao XIV)


[SPOILER]

Faremos músicas festivas, diversificadas, com batidas fortes, arranjos elaborados e não repetitivos que vão progredindo aos poucos, usando XXXXXXX  e XXXXXX, XXXX de XXXXXX com distorções variadas e muitos XXXXXX, com foco no XXXXXX.

Tais músicas terão no XXXXXXXXXXXXX, mas o ideal é que fiquem entre XXXXXXX. Serão músicas para pessoas que gostam de XXXXXXXXXX, independente de estilo e independente também de jogarem o jogo.



~ Ilustrações ~
Já temos todas as artworks...e tá lindão...muito mesmo. Vale a pena.

Ainda não temos detalhes de como será a parte artística do jogo, mas sabemos que os personagens terão cada um sua ilustração própria, o estilo das ilustrações de apresentação lembra uma mistura dos desenhistas Nona e Ogura. Nona gostava de investir em poses em suas ilustrações baseadas nas próprias animações do jogo, mas a desvantagem é que muitas delas acabavam se tornando deformadas por isso, e Ogura gosta de criar ilustrações próprias, e utiliza técnicas de pintura digital que faz parecer suas artes parecerem obras visuais, como se fossem pintadas com tinta.

Em Trajes Fatais então, temos ilustrações com bastante movimento e com pintura de qualidade. Já vimos vários tipos, desde que se assemelham com modelos reais até com em formato de anime.


~ Metas ~
Desculpe o transtorno por terem que ver a minha edição no Paint amadora...eu tentei...

Mas Arsenal, se eles estão fazendo o jogo, eles que deveriam tá procurando apoio de empresa, não é?


E estão, a equipe de Trajes Fatais está fazendo o trabalho de divulgação a todo vapor utilizando diversas páginas sociais, estão inclusive pedindo apoio de gamers influentes no Brasil como Leon e BrksEdu através de e-mail e o twitter, claro que uma equipe sozinha não consegue lidar com tudo...imagina você ter uma ideia e apenas você tentar trabalhar em tudo pra sua ideia sair do papel.

Pois é...ou sua ideia morre no papel, ou engatinha a passos de minhoca (minhoca tem passos? Enfim...) e a equipe de Trajes Fatais está usando de todos os meios para promover o jogo (inclusive eu estou aqui de prova com esse artigo enorme e bastante interessante)

O jogo tem uma série de metas que precisa bater, mas para isso precisa de apoio de doações (se vocês acham que fazer um jogo é barato, eu faço é rir assim como alguém diz que ser chef de cozinha é relaxante, ou seja, é caro, e bem caro), já que existe custos de programação, funcionários, banda, material, escritório em condições humanas para trabalho e entre outros, sem esse apoio, o jogo vai acabar tendo que levar um tempo maior de produção, já que será em ritmo menos acelerado do que com as metas atingidas.

As metas do jogo estão disponíveis no Catarse.


~ Trajes Fatais II ~
Se ajudarem, vai ter como fazer uma abertura em formato de anime arretada pro jogo!

Existe sim a possibilidade...inclusive o jogo foi montado e sua história foi montada já servindo de palco para um próximo jogo.


~ Marketing ~
Lourenço é o garoto propaganda do jogo, basicamente ele é o Terry, Ryu, Haomaru, e Jin da série...mas não sabemos se ele é o protagonista.

O principal meio de marketing de Trajes Fatais é através de mídias digitais, parceiros youtubers, bloggers, em eventos, e outros meios menores, o crescimento da popularidade do jogo vai aos poucos crescendo.

Mesmo depois de lançado, o jogo não vai parar de se promover, que quer estar entre os jogos principais em eventos competitivos...seria essa a chance que Trajes Fatais precisa?

~ Campanha de Financiamento ~
Game, better have my money!
O jogo está com uma campanha de financiamento, e mais do que nunca precisa do apoio de todos vocês (se isso parecer propaganda do Criança Esperança, quer dizer que cumpri bem meu papel :D), o custo do jogo é alto, e você recebe em troca pelo seu apoio.

Por exemplo, para o valor de doação mais básico, de R$ 10, seu nome aparecerá nos créditos do jogo e ainda tem acesso aos grupos exclusivos do Trajes Fatais para acompanhar todo o processo do game. Com R$ 10 vocês não tem ideia de como ajuda!



Para doações mais generosas, como de R$ 100, você terá acesso a: nome nos créditos, agradecimento por e-mail, trilha sonora digital, pacote de wallpapers e Artbook Digital com várias imagens (pra deixar o do KOF XIV no chinelo) , acesso antecipado ao jogo e a cópia digital assim que lançado e será um membro VIP da comunidade Trajes Fatais ainda!


Para se ter uma ideia, alguns jogos por R$ 100 oferecem muito menos, como apenas a cópia digital, uma DLC, e alguns bônus não muito interessantes, investindo em Trajes Fatais você está lapidando uma marca sua em um jogo!

Você vai poder chegar no coleguinha e falar que você tem o nome num jogo, e ele não, e ainda jogar na cara que é VIP!

~ Opinião Geral ~

Oi, oi, oi...oioioiooi...
Trajes Fatais vai enfrentar muita pedra no caminho, mas há quem diga que se a gente desviar dessas pedras, nunca vamos achar o saco de ouro que estão embaixo delas. O que eu quero dizer é que os produtores estão absorvendo todas as dicas e informações possíveis para fazer desse um dos melhores jogos brasileiros já feitos.

Um dos desafios que acho que eles vão enfrentar é a própria cultura brasileira, e vou explicar o porque.
Por muitos anos estávamos acostumados com jogos de luta feitos principalmente pela Namco, Capcom, SNK e Netherealms, ou seja, esses jogos trouxeram e incorporaram a cultura japonesa e americana de forma muito forte aqui no Brasil, tão forte que desconhecemos pelos jogos a cultura nacional. A única influência nacional nesses jogos é através de subcoadjuvantes (Christie, Laura, Bandeiras...) que ou não representam em quase nada a nossa cultura ou que caem em estereótipos e clichês aos quais já estamos acostumados.

Trajes Fatais nos apresenta um jogo brasileiro que quer se mostrar para o mundo, e não através de capoeira e morenas seminuas (ok, a Lucy é um caso meio a parte) mas através de representante do nordeste, estudantes, biólogos, astronautas, homens das cavernas, artistas, dançarinos, designers, e tantas outras coisas que podem representar. Ele vale uma chance porque nós precisamos de uma chance, nossa cultura é rica e poderosa (digam o que quiserem, duvido achar uma nação tão rica culturalmente de norte a sul como o Brasil é) e não é aproveitada, e agora é a chance não só de ser, como também apreciada.

Não estamos lidando com apenas mais um jogo, estamos lidando com a nossa identidade, agora nos jogos, o caminho é longo, doloroso, com várias críticas e elogios, mas criança que fica adulta sem cicatriz, nunca vai ser um adulto completo.

Deem uma chance, apoiem o projeto fazendo o mínimo da doação, ou apenas compartilhando esse link entre os amigos ou as comunidades que visita, seja de jogos, do PS3, X Box, Vita, Nintendinho, Atari, até o grupo de Xadrez de escola tá valendo. O Arsenal Fighters e a Onamim contam com vocês.


Para apoiar o projeto, basta clicar na imagem abaixo e vocês irão para o site oficial do Trajes Fatais!